Piauí Magazine


Clientela piauiense reclama da escassez de roupas em tamanhos grandes
novembro 21, 2009, 9:00 am
Filed under: Reportagem | Tags: , , , ,

texto: Vany Santana || fotos: divulgação

Ainda na entrada da loja, Luciana Sousa já percebe que não irá encontrar o que procura.  As vitrines estão repletas de roupas maravilhosas, mas nada que caiba em alguém com numeração acima de 44. Mas ela não é a única a enfrentar esse tipo de problema. Muitas mulheres reclamam da falta de roupas com numerações grandes. E isso ocorre em todo o Brasil. Consultores de moda afirmam que as marcas brasileiras pouco se preocuparam em confeccionar roupas em tamanhos grandes. No Piauí, não foi diferente.

As fábricas padronizam as roupas em tamanhos que, geralmente, vão da numeração 36 a 44. Numerações acima deste padrão são raras ou nem mesmo existem. Os fabricantes alegam que roupas em tamanhos acima dos padrões que hoje estão no mercado têm pouca saída. Mas, o que mais se vê são pessoas, principalmente mulheres, reclamando que não encontram roupa no seu tamanho.

“Sempre que vou comprar roupas, preciso andar de loja em loja, na esperança de encontrar alguma que tenha meu número. Ás vezes, logo que entro a vendedora já pergunta se procuro roupa pra mim e que a loja não tem a minha numeração”, declara Luciana, que veste a numeração 52. Ela conta que chega a ser humilhante procurar uma roupa pra comprar. “Eu tenho que estar em um dia daqueles em que nada estraga meu humor pra ter coragem de ir às compras”, completa.

Murelhes reclamam que não encontram seu tamanho de manequim no mercado

A resposta da grande maioria dos fabricantes de roupas em Teresina é a mesma: a de que o Piauí, praticamente, não possui pessoas obesas. De fato, a porcentagem de pessoas com obesidade no estado é relativamente pequena. Mas a pergunta que permanece é: E as pessoas que estão dentro dessa pequena porcentagem, como fazem pra encontrar roupas que lhes sirvam?

Uma solução a que muitas mulheres recorrem são as costureiras. Não encontrando roupas que lhe sirvam, elas partem para encomendar roupas em costureiras. Luciana diz que é uma boa saída, mas lamenta que existam roupas, como o jeans, por exemplo, que não dá pra encomendar na costureira. “a maioria das minhas roupas são feitas em costureira. No entanto, existem roupas que elas não fazem.”

Vanessa Cardoso, que usa numeração 54, diz que sempre teve que comprar suas roupas fora do estado. “Não gosto de mandar fazer roupa. Além disso, adoro jeans que não tem como encomendar na costureira. Por isso, viajo pra fora pra comprar roupas, mas também não é fácil encontrar”, explica.

Essa mentalidade de só fabricar roupas para mulheres magras, com curvas definidas, aos poucos dá espaço para novas tendências que surgem como alternativa para mulheres como Luciana. Algumas fábricas piauienses começaram a acordar para um mercado que se encontra totalmente esquecido por elas. A demanda existe e já não dá pra sustentar a idéia de que não existem bem acima da numeração padrão no Piauí.

Mulheres acima do peso são um mercado em potencial

Para a gerente de loja Márcia Souza, que atua nesse ramo há mais de 15 anos, os produtores estão começando a perceber que essa demanda é significativa e que, ao ignorá-la, estão perdendo maiores rentabilidades. No entanto, admite que o volume desses produtos no mercado ainda não atende a demanda hoje existente no estado, em especial na capital. “a procura por roupas com numerações acima do que hoje é padrão, é relativamente grande. E os donos de loja aos poucos estão aumentando o número de pedidos de roupas GG, mas isso ainda é muito tímido”, afirma.

Muitas mulheres recorrem às costureiras para poderem se vestir

No mercado nacional já existem grifes especializadas em roupas com os chamados “tamanhos especiais”. Elas produzem manequins que podem ir do 46 ao 80.  A moda para esse público já não é mais estereotipada como era antigamente. Na verdade, são roupas que se adéquam às formas mais arredondas, em todos os estilos. No Piauí, ainda não existe nenhuma fábrica que produza em grande escala roupas de tamanhos maiores do que os convencionais, mas algumas já aumentaram relativamente sua produção nesse segmento.


5 Comentários so far
Deixe um comentário

Infelizmente quando achamos os preços são absurdos…ou do tipo acessível mais só p/ uma ou duas peças..infelizmente…buáááá.

Comentário por Élen Verônica Carvalho Oliveira

Sou estilista em BH e recentemente decidi lançar minha própria grife. Optei pelos tamanhos especiais(inicialmente só blusas). Elaboramos um questionário para melhor formatar, divulgar e distribuir nosso produto, com a maior acertividade possível.
Vc poderia nos enviar seu email,para receber o questionário, e mais: se disporia, por obsequio, a encaminhá-lo a quem interessar possa?
Gostaríamos ainda de contactar logistas.
Grata

BENVA CARVALHO]

Estilista BH-MG

Comentário por BENVA CARVALHO

Olá, Benva
Meu nome é Adélia, sou programadora da Ponto Alto Bordados, comecei minha carreira com a Marina Simões, tenho experiência em bordados de moda especialmente bordados com cara de feito a mão, gostaria que você nos desse a oportunidade de mostrar o nosso trabalho.
Nosso telefone é 31 2516-1038.
Desde já agradeço,
Adélia França

Comentário por Adelia França

ola envie fotos de seus produtos , tanbem sou fabricante de moda tamanhos especiais , com loja no varejo , gosto de trocar informaçoes e ouvir opnioes , pricipalmnte por profissionais para que possa melhorar cada dia mais nossos produtos.
dede ja : judy modas / juraci

Comentário por juraci

Wow that was strange. I just wrote an really long comment but after I clicked submit my comment didn’t show up. Grrrr… well I’m not writing all that over again.
Regardless, just wanted to say great blog!

Comentário por como comprar roupas importadas




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: