Piauí Magazine


Mercado de couro e similares movimenta economia piauiense
novembro 5, 2009, 1:05 pm
Filed under: Reportagem

texto: Vany Santana || fotos: divulgação

O mercado de couros e similares é um dos que mais cresce no setor de moda no Piauí. Movimentando mais de 11 milhões ao ano e gerando mais 300 empregos, o setor vem obtendo uma crescente valorização no mercado local e conquistando espaço no cenário regional e nacional.

“Nós iniciamos a nossa produção de bolsas há oito anos. Começamos do zero e confesso que no início tive poucas esperanças do negócio render frutos. Houve momentos que pensamos em desistir, pois era muito pequena a saída e o custo da matéria prima era muito alto, já que tínhamos que trazê-la toda de fora, pois não era encontrada aqui no estado. Hoje, vejo que o melhor que fizemos foi persistir, pois nos últimos três anos o mercado de bolsas deu uma verdadeira guinada, aumentando bastante a procura por nossos produtos”, conta a empresária Conceição de Maria, sócia da empresa Toque Fino.

A empresa Toque Fino é uma das marcas piauienses de maior destaque. De uma produção bastante artesanal, os sócios evoluíram para uma fábrica que produz em média 1600 bolsas por mês e emprega 22 pessoas, na fábrica e na loja da empresa.

empresas piauienses produzem artigos em couro

Empresas piauienses produzem artigos em couro

Teresina conta, hoje, com um Pólo de Produção que se encontra em constante expansão e desenvolvimento, seja em termos quantitativos, seja em termos de aprimoramento das técnicas utilizadas na fabricação dos produtos. Tais produtos são basicamente bolsas e calçados. No total, são 30 fábricas registradas, sendo que, segundo dados do Sebrae, há uma estimativa de que existam pelo menos 250 unidades de produção que ainda não se constituem em empresas registradas. Estas empresas que se encontram hoje registradas estão inseridas no Circuito Nacional Fórum de Inspirações para Calçados e Artefatos, que é um evento nacional que ocorre nos estados que se destacam na produção de bolsas, calçados e artefatos.

Segundo o gestor do Projeto Artefatos de Couro e Similares do Sebrae no Piauí, Helder Freitas, o Sebrae faz todo um acompanhamento dos avanços desse setor na capital. “Temos verificado um crescimento médio de 10% entre os empreendimentos beneficiados com nossas ações. Antes havia uma produção diária de 2.512 pares de sandálias, e hoje essa produção chega a quase 2.800 sandálias/dia. O mesmo efeito acontece na fabricação de bolsas, que era de 466 bolsas por dia e atualmente as empresas produzem diariamente 512 bolsas”, informa o gestor.

O gestor salienta que não se pode ignorar as dificuldades enfrentadas pelo setor, como é o caso da escassez de matéria prima, que é praticamente toda trazida de outros estados, principalmente São Paulo, Ceará e Rio Grande do Sul. Isso ocorre porque o Piauí não dispõe de quantidades consideráveis desse tipo de matéria prima. Assim como também, a escassez de mão de obra qualificada. Ele afirma que é nesse último problema que o Sebrae tem direcionado esforços, no sentido de qualificar essa mão de obra. Entretanto, mesmo diante de algumas dificuldades, a produção de bolsas e sandálias, principalmente, não deixa a desejar quando comparada com a produção de outros estados vizinhos. Pelo contrário, a qualidade da produção piauiense é o fator que mais tem atraído o mercado regional e o nacional.

Hoje, o Piauí exporta bolsas e calçados para vários estados, com destaque para os estados do Maranhão, Ceará, Pará, Amapá e São Paulo. “Não podemos dizer que seja uma produção em larga escala, mas a qualidade dos nossos produtos é inquestionável e tem sido o ponto forte do nosso mercado. Quando falo em qualidade, me refiro ao acabamento e à modelagem do produto, principalmente.” Afirma Helder Freitas.

GRD_677_r..

Bolsa é o principal produto

A empresária Conceição também aponta a qualidade no acabamento dos produtos como um dos pontos mais atraentes dos produtos piauienses. Ela conta que nos primeiros anos da empresa Toque Fino, essa produção era praticamente toda voltada para o mercado externo. “Nossos produtos eram vendidos quase que totalmente em outros estados. Não havia saída no mercado local.” Ela lembra que não havia uma valorização da produção local. Os consumidores locais não acreditavam na qualidade do produto. Mas isso mudou e hoje a maioria da produção é revendida no próprio estado, principalmente, através do mercado informal, as chamadas “sacoleiras”. Outro fator apontado pela empresária é questão da diversificação dos produtos. Ela observa que a marca Toque Fino não se detém em único tipo de público, mas que busca atender aos diversos públicos, fabricando bolsas que vão desde peças simples, de baixo custo, a bolsas mais finas e de custo mais elevado.

O empresário Reginaldo Milu também vê essa mudança no consumo de bolsas e sandálias. Ele, que é dono da marca Zarelly, diz que cerca de 75% de sua produção é comercializada em Teresina. “Nós temos apenas dois anos de negócio e já vemos bons resultados”. Para ele, a valorização do mercado local em relação aos produtos fabricados no estado está sendo a alavanca do crescimento desse setor. “Hoje, as pessoas estão percebendo a qualidade dos produtos locais e, cada vez mais, estão deixando de comprar produtos de marcas conhecidas que deixam a desejar na qualidade e procurando comprar mercadoria de qualidade, como é a nossa”.

Outro fator que tem trazido bons resultados para a economia piauiense é a geração de emprego. Conforme dados do Sebrae, o mercado de couros e similares gera 350 postos de trabalho, beneficiando uma média de 1500 pessoas, direta e indiretamente.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: