Piauí Magazine


Encomendar roupa em costureira não saiu de moda
novembro 17, 2009, 11:05 am
Filed under: Reportagem | Tags: , , ,

texto: Vany Santana || fotos: Vany Santana/divulgação

Em um quarto nos fundos de sua casa, Dona Josefa se concentra em um minucioso e delicado trabalho, sua lida de todos os dias. Tesoura na mão, prateleiras repletas de todo tipo de aviamentos, revistas de moda e as suas inseparáveis máquinas de costura preenchem o cenário do seu ambiente de trabalho. De posse de um giz colorido, ela faz algumas marcações no tecido sobre a mesa e, então, começa a sua arte. As mãos ágeis revelam a prática de muitos anos executando aquele trabalho. Em menos de meia hora, ela faz o corte de um vestido e, sem parar, já senta-se diante de sua máquina, começando logo a montagem da peça. Em menos de duas horas o vestido ta pronto.

Costureira há mais de trinta anos, Dona Josefa afirma que não tem do que reclamar quando o assunto é trabalho. Aprendeu o ofício de costurar com sua mãe, quando ainda era adolescente e logo fez dele sua profissão. Hoje, aos 51 anos, ela não se arrepende de ter escolhido essa profissão. “Desde que comecei costurar, nunca me faltou trabalho. Não há um único dia que eu não tenha alguma peça pra fazer. Pelo contrário, me falta tempo para atender a todas as encomendas que aparecem”, enfatiza. A costureira conta que no início não imaginava aquela atividade como uma profissão. Quando começou pegar encomendas de roupas para costurar foi apenas para dar uma ajuda extra nas despesas da casa, mas logo percebeu que podia fazer daquela atividade, que lhe dava prazer, uma profissão. E assim fez. Hoje, ela diz ter uma renda média de dois mil e quinhentos reais obtida só com o trabalhão de costureira.

Para elas não costuma faltar trabalho durante todo o ano

O velho hábito de solicitar os serviços de uma costureira para renovar o guarda-roupa parece não estar tão ultrapassado assim, como muitos acreditam. Dona Josefa é uma das muitas mulheres que, no recanto de suas casas, montam seus pequenos ateliês e acabam sustentando toda a família com a renda do ofício de costureira. Esse tipo de trabalho ainda é muito procurado, principalmente pelas mulheres. Não é raro encontrar alguém em busca de uma costureira, batendo de porta em porta e ouvindo a mesma resposta “já estou lotada, não dá pra pegar mais uma encomenda”.

Na verdade, encontrar uma costureira que não esteja superlotada de encomendas é algo difícil. Engana-se, quem acredita que o tempo das costureiras já passou. Existem aquelas pessoas que nunca faltam uma roupa encomendada na costureira. Muitas mulheres não abrem mão de adequar os modelos aos seus gostos, fazendo pequenas modificações até que a roupa fique com sua cara. A funcionária pública Marilene Viana é uma delas. Para ela, existem roupas que não dá pra comprar prontas. “Ás vezes você vê um vestido lindo  numa loja e se encanta, mas sempre acha algo que não faz seu estilo ou  mesmo encontra vários do mesmo modelo na loja. Então, eu acho que há roupas, principalmente vestidos, que é preferível encomendar em uma boa costureira”.

Baixo custo e exclusividade prevalecem na hora de procurar uma costureira

 

Muitos são os motivos que levam as mulheres a optarem por encomendar roupas em costureiras, mas dois deles prevalecem nas respostas delas: baixo custo e exclusividade. Mas será que realmente sai mais barato? Essa é uma pergunta que muitas mulheres se fazem na hora de comprar uma roupa.

Conforme a costureira Maria Zélia, que exerce a profissão há 28 anos, isso depende do tipo de roupa que se encomenda. “Vestidos de festa, principalmente de formatura, feitos de tecidos delicados, ás vezes podem sair mais caros do que na loja se você for comparar apenas o modelo e o estilo. Mas o que é preciso observar é que o vestido é feito exatamente da maneira que a cliente escolhe, o acabamento da roupa e mesmo o tecido que ela é quem escolhe. Ás vezes, ela mesma desenha, diz o que quer evidenciar e o que quer esconder no corpo”, ressalta a costureira. Para ela, a exclusividade e o capricho na hora de costurar a peça são os fatores que mais atraem as clientes. Além disso, ela afirma que, no geral, as roupas acabam saindo mais baratas quando feitas em costureiras. “Batas, vestidos do dia-a-dia, shorts, saem bem mais baratos na costureira”, destaca.

Vestidos de festa podem sair mais caros

Qualidade e confiança atrai a clientela

 

Dona Josefa diz que sempre apostou na qualidade do seu trabalho e foi com isso que conquistou a clientela que possui hoje. “Roupa tem que ser bonita por fora e por dentro. Costuras tortas e acabamentos mal feitos acabam com a beleza do modelo. Na verdade, nem caem bem na hora de vestir. Por isso, muitas mulheres procuram os serviços de costureiras.” Ela revela que mesmo com o apelo dos parcelamentos, compras em cartões de crédito, a clientela dela permanece a mesma. Ela conta também que tem clientes de todas as idades, desde adolescentes até idosas.

Dona Josefa conta que tem clientes fiéis

A estudante Valéria Fernandes, de 22 anos, também não dispensa sua costureira, que faz suas roupas desde que ela era criança. “Minha mãe já fazia suas roupas com ela e, hoje, eu não dispenso o trabalho dela. Compro muita roupa em loja, roupas que não dá pra encomendar, com jeans, mas adoro mandar fazer minhas blusas e vestidos. São roupas bem feitas.”

A relação de confiança entre costureira e cliente é também um dos fatores que chamam a atenção. Geralmente quem opta por roupas encomendadas já tem a sua costureira em quem confia. Como afirma Dona Josefa, toda costureira tem sua clientela fixa.

About these ads

4 Comentários so far
Deixe um comentário

quero um vestido branco

Comentário por lorena

Achei muito interessante a materia,
Qualquer tipo de roupas e calçados para uniformes.

http://www.jsroupas.com.br

Comentário por Tatiana

[...] Leiam este artigo: Encomendar roupas em costureira não saiu de moda.  [...]

Pingback por Indo à costureira: uma conversa inicial «

eu queria saber se vcs fazem qualquer tipo de roupa se eu te mandar o modelo .muito obrigada
Carolina

Comentário por Carolina




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: